clinimed-logo

CLINIMED SAÚDE OCUPACIONAL

Antropometria e ergonomia: entenda como esses conceitos se relacionam nas empresas

Homem no escritório com dores na nuca devido à falta de ergonomia no trabalho.

Antropometria e ergonomia: entenda como esses conceitos se relacionam nas empresas

Antropometria e ergonomia são disciplinas que caminham juntas, mostrando sua importância nas empresas através da adequação dos ambientes e postos de trabalho a cada colaborador.

O tema é tão importante que até mesmo a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF-GV) levou estudantes de fisioterapia em visitas técnicas, com o objetivo de conhecer as diferentes aplicações de fisioterapia e ergonomia nas empresas.

Ambos estão intrinsecamente relacionados e desempenham um papel vital na melhoria das condições nos ambientes de trabalho.

No post de hoje, você entenderá melhor essa relação

O que é antropometria?

Antropometria é o estudo das dimensões físicas e das medidas corporais dos indivíduos. Esse estudo é feito por uma análise de altura, peso, comprimento dos membros, proporções do corpo e outras características que variam de pessoa para pessoa.

O seu objetivo é criar padrões que possam ser usados para projetar espaços, equipamentos, móveis e ferramentas que sejam adequados para a maioria das pessoas.

Qual a relação entre antropometria e ergonomia?

A ergonomia é o estudo da interação entre o ser humano e o seu ambiente de trabalho, envolvendo a busca por condições que se adaptem ao trabalhador.

Isso leva em consideração as características individuais e, nesse ponto, é onde entra a antropometria.

A antropometria fornece dados valiosos que a ergonomia utiliza para projetar os ambientes de trabalho de forma que eles se ajustem às características físicas dos trabalhadores.

Isso permite a criação de estações de trabalho mais confortáveis, eficientes e seguras. As dimensões de uma cadeira de escritório ajustável, por exemplo, são projetadas com base em medidas antropométricas.

Qual a importância da antropometria e da ergonomia na empresa?

1 – Redução de lesões e doenças ocupacionais

Ao adaptar um ambiente de trabalho às características dos funcionários, as empresas podem reduzir o risco de lesões e doenças ocupacionais.

Cadeiras e mesas ergonomicamente projetadas podem prevenir problemas de postura e lesões musculoesqueléticas, por exemplo.

2 – Melhoria da produtividade

Funcionários que trabalham em condições ergonômicas sentem menos incômodos ao realizar suas tarefas e, dessa forma, apresentam maior produtividade e eficiência.

3 – Conformidade regulatória

O Brasil tem regulamentações rigorosas relacionadas à ergonomia e à segurança do trabalho. Cumprir essas normas é essencial para evitar multas e sanções, além de garantir o conforto e a segurança.

4 – Redução de custos

Doenças ocupacionais podem gerar afastamentos e licenças médicas que, por sua vez, trazem altos custos para a empresa. Prestar atenção na antropometria e ergonomia é uma forma de reduzir a incidência dessas doenças.

Adote um programa de ergonomia em sua empresa

Através de um programa de ergonomia é possível identificar as necessidades de cada posição de trabalho em sua organização.

A partir daí, a empresa pode implementar mudanças e modificações para a prevenção de doenças e lesões, bem como para melhorar o conforto do trabalhador.

Fora isso, a empresa também estará aderindo às normas regulamentadoras, como a NR-17, que determina padrões de ergonomia para quem trabalha sentado.

A Clinimed realiza todo o estudo de ergonomia da sua empresa a nível nacional. Conheça nosso programa de ergonomia e prepare sua empresa para ser mais segura e saudável.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Post Relacionados

× Como posso te ajudar?