clinimed-logo

CLINIMED SAÚDE OCUPACIONAL

Riscos ocupacionais da indústria farmacêutica: quais são eles?

O uso de óculos de proteção e luvas são medidas importantes para controlar os riscos ocupacionais da indústria farmacêutica. Equipe de farmacêuticos trabalhando em uma pesquisa.

Riscos ocupacionais da indústria farmacêutica: quais são eles?

Os riscos ocupacionais da indústria farmacêutica estão ligados à exposição de materiais tóxicos e químicos. Conheça todos eles neste artigo.

Materiais inflamáveis, produtos químicos e agentes tóxicos são alguns dos exemplos de riscos ocupacionais da indústria farmacêutica.

O contato direto com essas substâncias faz com que os profissionais da área precisem adotar medidas protetivas de segurança e controle.

Nesse sentido, ter um profissional qualificado para realizar avaliações de riscos presentes no ambiente de trabalho farmacêutico é indispensável para a saúde da equipe.

No artigo de hoje, você vai conhecer quais os principais riscos ocupacionais para quem trabalha na indústria farmacêutica. 

No final, as soluções mais adequadas para administrar e reduzir cada um deles serão citadas e detalhadas. 

Riscos ocupacionais mais comuns na indústria farmacêutica 

A indústria farmacêutica é a responsável por produzir medicamentos seguros para a saúde, melhorando assim a qualidade de vida das pessoas.

Contudo, existem cuidados que são extremamente necessários para os profissionais que trabalham neste tipo de ambiente.

Os riscos ocupacionais na indústria farmacêutica envolvem desde agentes tóxicos usados na produção de medicamentos até a radiação.

São eles:

  • Riscos biológicos 
  • Riscos mecânicos
  • Riscos químicos
  • Riscos físicos
  • Riscos Ergonômicos

Conheça agora do que se trata cada um desses riscos e quem são os responsáveis por 

causá-los:

Riscos Biológicos

Os riscos biológicos são causados por agentes patogênicos, como vírus, bactérias, fungos e protozoários.

Na prática, eles representam um alto risco à saúde física e ambiental dos trabalhadores.

Na indústria farmacêutica, os riscos biológicos são favorecidos devido ao contato direto de cientistas, pesquisadores e farmacêuticos com cada um desses agentes.

Além disso, existe o contato com produtos químicos para o desenvolvimento destes medicamentos, incluindo a produção de vacinas.

Então, os riscos biológicos podem envolver ingestão de vapores tóxicos e infecções por vírus e bactérias, entre outros.

Riscos Mecânicos

Os riscos mecânicos são causados pelo mau uso das estruturas físicas e ferramentas de trabalho, permitindo que acidentes e vazamentos possam ocorrer.

Alguns exemplos de riscos considerados mecânicos são:

  • Ferramentas de trabalho vencidas ou inadequadas
  • Armazenamento incorreto de insumos 
  • Riscos de queda, explosão ou incêndio
  • Falta de manutenção de maquinários
  • Inexistência de treinamentos e cursos de capacitação
  • Não obrigatoriedade de uso dos equipamentos de proteção individual 

Em resumo, os riscos mecânicos acontecem devido a falta de cuidados ou falta de proteção na integridade da equipe.

Riscos Químicos

Todos os produtos e substâncias químicas que podem prejudicar a saúde do trabalhador são considerados riscos químicos.

No ambiente farmacêutico isso acontece mais frequentemente, já que esses profissionais lidam diretamente com diversos tipos de materiais.

Os exemplos mais comuns são os insumos e itens usados na produção de medicamentos que podem causar câncer, asfixia ou toxicidade no corpo humano.

Sendo assim, a avaliação de agentes químicos é o procedimento mais indicado para controlar e corrigir qualquer existência de risco químico no ambiente de trabalho.

Riscos Físicos

Diferente dos riscos mecânicos, os riscos físicos são aqueles que podem ser propagados pelo ar sempre que medidas de controle não são adotadas.

Dessa forma, radiação ionizante, altas temperaturas, aumento de pressão atmosférica, presença de ruídos ou vibrações são considerados riscos físicos.

Geralmente, os riscos físicos podem ser controlados com o uso de equipamentos de proteção coletiva como ar condicionado, ventiladores, protetores de ouvido e etc…

Riscos Ergonômicos

São considerados riscos ergonômicos condições como excesso de trabalho, postura inadequada, iluminação inapropriada, entre outros.

Os riscos ergonômicos afetam a produtividade dos trabalhadores e podem gerar lesões físicas, depressão, surdez temporária, ansiedade, síndrome de Burnout e vários outros problemas graves.

Todavia, quando negligenciados eles aumentam o número de afastamentos e licenças e podem gerar multas e penalidades para as empresas.

Como evitar a exposição de riscos ocupacionais no ambiente farmacêutico?

Os ambientes farmacêuticos podem tornar-se extremamente tóxicos quando não existem cuidados preventivos ambientais e físicos para a proteção dos trabalhadores. 

Isso porque a falta de medidas protetivas no local pode causar desde contaminações por agentes patógenos até acidentes físicos graves.

Como dito anteriormente, o uso dos equipamentos de proteção individual e coletivos são indispensáveis no controle dos riscos ocupacionais.

Por isso, veja a seguir as soluções obrigatórias que precisam estar presente no protocolo de segurança e saúde ocupacional de toda empresa farmacêutica: 

Protetor respiratório

O protetor respiratório é recomendado e em muitos casos exigido, em situações onde ocorre a manipulação de produtos químicos.

Tal medida é crucial para controlar a exposição de agentes tóxicos e reduzir a incidência ou presença de resíduos biológicos altamente contaminantes.

Óculos de segurança

Os óculos de segurança servem como uma barreira protetora contra possíveis respingos de substâncias químicas agressivas que podem  causar danos visuais ou queimaduras. 

Em alguns casos, o seu uso também é indicado para proteção contra o excesso de luzes ou falhas na iluminação do ambiente.

Luvas de segurança 

As luvas de segurança na indústria farmacêutica são essenciais para garantir a segurança do trabalhador.

Elas evitam o contato direto com materiais e produtos químicos abrasivos ou corrosivos. Uma luva de proteção evita contaminação, cortes, queimaduras e exposição a vírus, fungos e bactérias.

Macacão em TNT

O macacão em TNT tem como objetivo proteger os membros inferiores, superiores, a cabeça e o tronco dos trabalhadores.

O controle de riscos químicos e biológicos é o principal motivo para uso deste equipamento de proteção.

É importante que eles só sejam usados no ambiente de trabalho e devem ser feitos de material descartável, ou seja, não podem ser usados duas vezes.

Sapatos de segurança

Este equipamento de proteção individual tem a intenção de proteger contra acidentes que envolvem exposição ao frio ou risco de fraturas.

Os sapatos de segurança precisam cobrir totalmente o “peito” dos pés, conforme a atividade desenvolvida pelo trabalhador. 

Neste caso, é obrigatório que eles sejam antiderrapantes, reduzindo assim o risco de quedas durante a execução do trabalho.

Importância de seguir as normas de segurança e higiene ocupacional na indústria farmacêutica

A indústria farmacêutica é fundamental para garantir o bem-estar e saúde de toda a sociedade, com a ajuda de medicamentos e produtos de uso pessoal.

No entanto, como você viu até aqui, existem riscos ocupacionais de contaminações e até acidentes fatais quando ocorre negligência.

Por isso, garantir e promover uma cultura de segurança no local de trabalho, além de investir na conscientização e treinamento eficaz dos funcionários, é extremamente eficaz.

A implementação de medidas preventivas e técnicas, como os equipamentos de proteção individual e itens de segurança é fundamental para a segurança dos profissionais de farmácia.

Mas para isso, as normas e legislações de segurança do trabalho e higiene ocupacional devem ser cumpridas e respeitadas. 

Portanto, é fundamental contar com uma equipe especializada em programas de gerenciamento de riscos para garantir a saúde dos profissionais da indústria farmacêutica.

Conheça o programa de higiene ocupacional da Clinimed! 

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Post Relacionados

× Como posso te ajudar?