clinimed-logo

CLINIMED SAÚDE OCUPACIONAL

Como prevenir o risco de choque elétrico no ambiente de trabalho?

Homem utilizando EPIs em frente a caixa elétrica de indústria, enquanto lê sobre segurança do trabalho em seu tablet.

Como prevenir o risco de choque elétrico no ambiente de trabalho?

O risco de choque elétrico no ambiente de trabalho faz com que a segurança dos trabalhadores fique comprometida. Veja o que fazer para preveni-lo.

Acidentes com eletricidade no local de trabalho são bem mais comuns do que se imagina. Os efeitos do choque elétrico são imediatos e na maioria das vezes causam afastamentos.

Nesse sentido, é preciso garantir a integridade física da equipe, através de ações efetivas e por meio da avaliação de riscos.

No entanto, apenas isso não basta. É necessário que a empresa respeite todas as normas da NR-10, que estabelece todas as condições adequadas para trabalhos e serviços que envolvam eletricidade.

O que é choque elétrico e como ele acontece?

Choque elétrico é toda lesão no corpo causada pelo contato direto com uma fonte de eletricidade de alta tensão.

Na prática, o choque elétrico corresponde a passagem de uma corrente elétrica pelo corpo humano. 

Quando isso acontece, o choque pode trazer consequências graves como queimaduras, parada cardíaca e dependendo da voltagem da corrente elétrica, até a morte.

Contudo, a intensidade da corrente elétrica, assim como o tempo de exposição e o trajeto pelo corpo determinam a gravidade do choque.

É importante que você saiba que casos de choque elétrico não acontecem apenas em virtude de negligência ou descuido.

Tempestades com raios, contato com a água da chuva e curto-circuitos também podem gerar acidentes que resultam em choque elétrico.

O que fazer para prevenir o risco de choque elétrico no ambiente de trabalho

Os efeitos do choque elétrico podem ser reduzidos e atenuados através das boas práticas de segurança e higiene ocupacional.

Em outras palavras, é possível evitar acidentes com choque elétricos implementando uma cultura de prevenção na empresa, por meio de várias ações:

1- Use fio terra nos aparelhos de eletricidade

O fio terra é a melhor maneira de evitar o vazamento de energia no percurso da corrente elétrica. Por este motivo, ele deve ser conectado a todos os equipamentos e aparelhos elétricos da empresa.

Dessa forma, quando a energia elétrica é liberada em excesso durante o choque, o fio terra age diretamente, dissipando a descarga elétrica para um metal instalado no interior do solo.

Todavia, o uso de fio terra nas empresas é obrigatório por lei e deve ser instalado em todos os equipamentos e máquinas elétricas recém-instaladas.

2- Cuide bem da manutenção dos fios elétricos

A passagem de uma corrente elétrica deve ser uniforme e regular, ou seja, a presença de obstáculos que atrapalham o percurso facilita e muito um choque elétrico.

Dependendo da intensidade da corrente um curto circuito pode acontecer, causando acidentes e queimaduras imediatas.

Sendo assim, a empresa deve manter todos os fios condutores de eletricidade bem encapados e manter uma rotina de manutenção adequada.

3- Forneça equipamentos de proteção individual adequados aos trabalhadores

A alta exposição a corrente elétrica é uma situação de risco que pode causar desastres e tragédias, portanto deve ser controlada.

Nesse sentido, os equipamentos de proteção individual são ítens obrigatórios para todas as atividades que envolvem manuseio ou contato com eletricidade.

Então, é obrigação do empregador fornecer aos trabalhadores soluções protetivas como: 

  • Capacete de segurança classe B
  • Botinas sem nenhum material metálico
  • Luvas feitas com material isolante 
  • Cinto de segurança para trabalhos realizados em altura 
  • Protetor facial de plástico 

4- Faça uma avaliação de riscos no ambiente de trabalho

A avaliação de riscos é feita por profissionais capacitados em segurança do trabalho e tem a função de encontrar irregularidades que possam reduzir a segurança dos trabalhadores.

Muitas vezes, o choque elétrico pode acontecer devido a pequenos detalhes que passam despercebidos por pessoas leigas.

Porém, a avaliação de risco consegue encontrar quais são esses detalhes e estabelece o que é preciso para corrigir tais falhas no ambiente de trabalho.

5- Gerencie os riscos físicos 

Os riscos físicos são todos aqueles que se apresentam em forma de energia, expondo a saúde e integridade física dos trabalhadores.

A instalação elétrica é considerada um risco físico, uma vez que emite energia direta e pode provocar danos à saúde e à segurança de todos.

Dessa forma, gerenciar este risco físico é fundamental para reduzir o risco de acidentes e choques elétricos.

Dentre as formas de gerenciar os riscos físicos relacionados à eletricidade estão contratar um eletricista especializado em gerenciar riscos elétricos e a adequação constante do ambiente de trabalho.

6- Realize treinamentos e conscientize os trabalhadores

A melhor forma de conscientização é o diálogo, onde o trabalho de orientação e supervisão consegue penetrar na mente das pessoas.

Por este motivo, os treinamentos são indispensáveis no aprendizado, pois saber lidar corretamente com uma situação elétrica de risco pode salvar vidas.

No Brasil, todos os profissionais envolvidos direta ou indiretamente com trabalhos de eletricidade devem fazer os treinamentos obrigatórios da NR-10. Veja quais são a seguir:

  • Introdução à Segurança em Eletricidade
  • Técnicas de Análise de Risco
  • Riscos em Instalações e Serviços Elétricos
  • Medidas para Controle do Risco Elétrico
  • Normas Técnicas Brasileiras: Nbr-5410 , Nbr 14039 dentre outras 
  • EPIs e EPCs

7- Adquira equipamentos e máquinas de qualidade e com selo de segurança

Outra maneira de evitar um caso de choque elétrico baseia-se em adquirir somente máquinas e equipamentos com selo de segurança.

O selo de segurança é um atestado de que aquele produto foi fabricado de acordo com as normas de fabricação elétrica do Inmetro.

No dia a dia, o selo de segurança dos equipamentos permite que o trabalho seja executado de maneira tranquila e sem insegurança.

Entretanto, a atenção e as práticas de cuidado continuam sendo questões importantes, mesmo com o selo de segurança.

8- Evite a sobrecarga de energia 

A sobrecarga acontece quando vários aparelhos são ligados em uma mesma tomada ou quando a voltagem do produto é diferente da voltagem da tomada.

Usar um único disjuntor para dois circuitos diferentes pode provocar choques de alta tensão e isso pode ocorrer não apenas na empresa, mas em qualquer outro lugar.

No geral, aparelhos de alta potência como chuveiro, ar-condicionado e torneira elétrica não devem ser conectados em um mesmo disjuntor.

Em resumo, para reduzir o risco de choque elétrico no ambiente de trabalho é necessário adotar todos os cuidados e medidas preventivas citadas no decorrer deste artigo.

Conheça o programa de segurança do trabalho da Clinimed.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Post Relacionados

× Como posso te ajudar?