clinimed-logo

CLINIMED SAÚDE OCUPACIONAL

Como criar uma cultura de segurança do trabalho na empresa?

Equipe comemorando em armazém enquanto utilizam equipamentos de proteção. Uma equipe especializada é fundamental para criar a cultura de segurança do trabalho.

Como criar uma cultura de segurança do trabalho na empresa?

A cultura de segurança do trabalho reduz acidentes e aumenta a produtividade da equipe. Veja o que fazer para criá-la na sua empresa.

A segurança no trabalho é fundamental na preservação da saúde dos trabalhadores, pois evita doenças ocupacionais e controla os riscos físicos, químicos e biológicos.

Além disso, este é um sinal de liderança ativa e organizada. Contudo, nem sempre as práticas de segurança são respeitadas pelos empregadores.

De modo geral, criar uma cultura de segurança na empresa traz benefícios para todos, o que é essencial para reduzir acidentes no dia a dia.

Nesse sentido, hoje você vai conferir quais são as boas práticas em saúde e segurança do trabalho que toda empresa deve priorizar.

1- Contrate profissionais especialistas em segurança do trabalho 

A primeira dica para criar uma cultura de segurança é contratar uma equipe especializada em análise e laudos técnicos.

O ideal é que a empresa tenha um corpo completo de profissionais como engenheiro e técnico de segurança, médico do trabalho, enfermeiro do trabalho e outros especialistas em saúde e segurança.

É importante saber que no Brasil, todas as empresas de médio e grande porte ou que exercem atividade de risco devem ter uma equipe de segurança do trabalho.

2- Forneça equipamentos adequados para o trabalho

Disponibilizar equipamentos adequados para a execução do trabalho demonstra o quanto uma empresa se preocupa com a equipe.

Além de uma obrigação, esta atitude evita doenças como a LER (Lesão Por Esforço Repetitivo) e várias outras alterações músculo-esqueléticas.

O uso correto dos equipamentos de proteção individual e coletivos também merece atenção, uma vez que boa parte dos acidentes de trabalho ocorrem devido a falta de uso desses acessórios.

3- Organize a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho 

Mais conhecida como SIPAT, este evento promove uma cultura organizacional pautada na prevenção e nas boas práticas dos processos de trabalho.

A SIPAT deve ser realizada por 1 semana, 1 vez ao ano devendo ser organizada pela CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) da empresa.

Diferente do que muitos pensam, a importância da SIPAT na segurança dos trabalhadores vai além da redução de acidentes.

Ela estimula o uso correto de equipamentos de proteção, reduz os gastos com assistência e indenizações trabalhistas e aumenta a capacidade produtiva.

4- Mantenha a empresa sempre limpa e organizada 

A organização e higiene das instalações são aspectos essenciais na prevenção de acidentes, assim como a gestão de resíduos perigosos.

Por este motivo, é preciso contratar profissionais para cuidar desses pontos, não esquecendo-se de sempre respeitar as leis ambientais e normas técnicas vigentes.

5- Mantenha o mapa de riscos sempre atualizado

O mapa de riscos é uma ferramenta necessária para sinalizar quais são as áreas e as funções mais suscetíveis a acidentes de trabalho.

Então, é preciso manter o documento sempre atualizado, principalmente quando houver mudanças internas nos processos produtivos.

Vale lembrar que o mapa de riscos é uma das exigências da NR-5, portanto é obrigatório em todas as empresas que exercem atividades perigosas ou arriscadas.

6- Evite jornadas exaustivas

Normalizar uma jornada de trabalho acima do permitido é um dos 6 erros de segurança do trabalho que a sua empresa deve evitar.

Afinal, trabalhar em excesso acelera o desgaste físico, cognitivo e mental dos profissionais, favorecendo erros e facilitando o esquecimento das normas de segurança.

Logo, a empresa deve respeitar a jornada de trabalho máxima permitida no Brasil, que é de 44 horas semanais dividida em 2 turnos, ou de acordo com as regras dos sindicatos e convenções.

7- Corrija todos os erros e negligências em segurança

Para garantir uma cultura de segurança no trabalho também é preciso adequar toda e qualquer inconsistência encontrada pela equipe de segurança.

Na prática, significa que todas as falhas e situações que comprometem a segurança devem ser corrigidas e repassadas com as devidas orientações.

Lembre-se que quanto mais tempo um erro leva para ser consertado, maior é a chance de acidentes ou fatalidades.

8- Investigue incidentes e as causas dos acidentes 

Todo acidente ou incidente deve ser investigado, para que a equipe de segurança do trabalho consiga identificar as causas, corrigir possíveis erros e apresentar soluções para uma resolução rápida e eficaz.

Além disso, a ergonomia precisa ser mantida diariamente, pois um ambiente não-ergonômico é uma das principais causas de acidentes e doenças ocupacionais.

Com essas boas práticas na empresa é possível criar uma cultura de segurança eficiente e responsável, com  ótimos resultados para empregadores e funcionários.

Leia também:

Treinamentos de segurança do trabalho: qual sua importância?

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Post Relacionados

× Como posso te ajudar?